7 Dicas Práticas para Você Não Passar Aperto na Copa da Rússia

0
304
Estádio Luzhniki, palco da abertura e da final da Copa do Mundo de 2018

1Restam poucos ingressos para a Copa da Rússia

Está chegando ao fim a segunda fase de vendas de ingressos para a Copa do Mundo. Restam ingressos para alguns jogos da primeira fase que podem ser comprados no site fifa.com/tickets.

A fase atual se encerra no dia 3 e abril. No dia 18 de abril, inicia a terceira e última etapa de vendas, quando os últimos bilhetes serão oferecidos. Esta fase deve durar até o fim da Copa, no dia 15 de julho.

Quando a fase atual de vendas começou, não havia mais ingressos para o jogo entre Argentina e Islândia, em Moscou, nem para a finalíssima, que será também na capital russa.

Rapidamente, os ingressos para os jogos do Brasil se esgotaram. As partidas disputadas nas principais cidades-sede, Moscou e São Petersburgo, também logo sumiram do sistema.

Em seguida, terminaram os jogos das fases eliminatórias: oitavas, quartas e semifinal. Na verdade, ainda há alguns bilhetes especiais para os jogos mais disputados da Copa da Rússia.

Porém, estes só podem ser adquiridos por cadeirantes, pessoas com mobilidade reduzida e obesos com IMC acima de 35. Estes torcedores deverão comprovar sua condição com atestado médico.

Para quem ainda espera para adquirir seu ingresso ou quer garantir o bilhete daquele jogo que ainda falta é bom se preparar.

No dia 18 de abril, o sistema deve iniciar as vendas às 6h da manhã (horário de Brasília) ou 12h (horário de Moscou).

Apesar de dizer que “o primeiro a chegar será o primeiro a ser servido”, a ordem da fila não tem muita lógica. Centenas de pessoas ao redor do mundo demonstraram muita irritação nos perfis oficiais da FIFA nas redes sociais.

Nas fases anteriores, houve torcedores que entraram no site muito cedo e foram ultrapassadas na fila por outros fãs de futebol que chegaram depois.

Então, a dica é chegar cedo, mas também ter uma dose de sorte.

 

2Com a tabela definida, você pode montar o seu roteiro completo

As onze sedes da Copa da Rússia já estão definidas há bastante tempo. Desde dezembro, já temos também a tabela oficial de jogos do Mundial.

Então, se você ainda não montou o seu roteiro, está esperando o que?

Como cabeça-de-chave do Grupo E, o Brasil jogará na primeira fase nas cidades de Rostov-on-Don, São Petersburgo e Moscou, nesta ordem. Se passar em primeiro do grupo, jogará em Samara nas oitavas, em Kazan nas quartas, e São Petersburgo nas semifinais.

E, se passar em segundo na chave, jogará em São Petersburgo nas oitavas, em Samara nas quartas, e em Moscou nas semifinais.

A finalíssima será em Moscou e a decisão de terceiro lugar será em São Petersburgo.

Em 2014, eu aprendi da melhor forma que uma Copa do Mundo não se resume a jogos do Brasil. Leia a minha experiência aqui.

Por isso, deixei neste outro post, algumas opções de roteiros de jogos pela Rússia que vão além dos jogos da nossa Seleção. Leia, escolha o que mais gostar e aproveite!

 

3A FAN ID demora bastante para chegar

Um documento fundamental para quem irá à Copa da Rússia em 2018 é a FAN ID, ou Identificação de Torcedor.

A FAN ID é um documento obrigatório para o torcedor acessar o estádio. Isso quer dizer que não adianta chegar lá só com o ingresso do jogo. Se não tiver a FAN ID, não entra.

A boa notícia é que a confecção do documento é gratuita. Basta ter um pedido de ingresso feito no sistema da FIFA para fazer um pedido da FAN ID.

Mas a má notícia é que a entrega deste documento para o Brasil tem demorado muito. Torcedores relatam que sua FAN ID está há mais de 40 dias parada na Central dos Correios em Curitiba.

É bom lembrar que faltam pouco mais de dois meses para o Mundial. Por isso, podemos concluir que é um risco pedir para entregar a FAN ID na sua casa e, quando chegar a hora de embarcar para a Rússia, o documento ainda não ter chegado.

Porém, temos outra boa notícia. Ao fazer o pedido, é possível pedir para retirar a FAN ID em um dos Centros de Distribuição espalhados pelas 11 cidades-sede da Copa da Rússia.

Com o comprovante do pedido, você pode entrar na Rússia sem problemas. Mas para entrar no estádio no seu primeiro jogo, você deve antes ir ao Centro de Distribuição e pegar a versão física do documento.

 

4Os trens gratuitos estão ficando lotados (e os pagos também)

Trem de alta velocidade que vai de Moscou a São Petersburgo em menos de 4 horas

Um dos maiores benefícios da FAN ID são os bilhetes de trem gratuitos entre as cidades-sede da Copa do Mundo. Se você tiver um ingresso para um jogo qualquer do Mundial, basta ter a Identidade de Torcedor para viajar de graça em um trem russo.

Se a sua FAN ID ainda não chegou ou se você seguiu a nossa recomendação e pediu pra retirar ela diretamente na Rússia, não se preocupe: o número da solicitação do documento e do ingresso já valem para reservar o seu bilhete de trem.

Neste site, você confere a lista completa dos trens disponíveis para fazer as viagens entre as cidades russas. Veja aí e se familiarize com o sistema.

Clique no jogo para o qual você já tem ingresso e veja a lista de trens extras para torcedores e os lugares disponíveis em cada um. Se ainda tiver lugar você pode fazer um rápido cadastro e reservar o seu bilhete.

Caso você não vá sozinho ao jogo, pode também reservar o lugar no trem para todos os seus acompanhantes.

Mas sempre há um detalhe negativo. Os torcedores do mundo inteiro já estão sabendo desta facilidade e alguns trens já estão com a capacidade esgotada.

Neste caso, você pode procurar a companhia russa de trens na internet e comprar bilhetes para as cidades onde serão os jogos que você quer assistir.

Também é possível ir de avião, afinal todas as cidades-sede da Copa da Rússia contam com aeroportos. Porém, as passagens aéreas estão com valores bastante dinâmicos no período do Mundial.

Você escolhe entre velocidade e economia.

 

5A Rússia estará cheia de brasileiros, norte-americanos, colombianos…

Ranking oficial de venda de ingressos para a Copa

A segunda fase de venda de ingressos para a Copa do Mundo foi dividida em duas etapas. Ao fim da primeira, que foi um sorteio, a FIFA divulgou um ranking com o número de ingressos comprados por torcedores de diferentes países.

Nele, os russos aparecem em primeiro lugar. Logo depois, estão os norte-americanos. Você pode se perguntar por que os torcedores de uma seleção que não está classificada para a Copa pediram tantos ingressos.

Na verdade, muitos mexicanos que moram nos Estados Unidos pediram bilhetes, o que aumentou bastante o número de solicitações daquele país.

Em terceiro lugar, aparece o Brasil.

Em quarto, vem a Alemanha. E fechando o Top 5, a Colômbia, que já fez uma festa enorme por aqui em 2014.

As recomendações dadas aos fãs de futebol é para que aprendam, pelo menos, o básico do idioma russo antes de ir à Copa. Porém, muitos idiomas serão falados pela torcida do mundo inteiro em junho e julho na Rússia.

 

6Os preços de hospedagem subiram (absurdamente!)

Neste exemplo, os preços de 10 diárias, no período da Copa, em dois hotéis de Moscou

Mais um problema que quem deixou para se programar na última hora precisará resolver. Em algumas cidades-sede, os preços das hospedagens aumentaram muito.

Até mesmo hospedagens baratas, como hostels, por exemplo, estão com valores bem acima do que costumavam ser praticados. Os hotéis tradicionais multiplicaram o preço da diária por 10, em alguns casos.

Isso sem falar em alguns proprietários de quartos e apartamentos que alugam seus espaços por sites, como o AirBNB.

Alguns anúncios chegam a valores astronômicos, superiores a R$1.000 a diária, sem que o espaço seja luxuoso a este ponto.

Porém, garimpando bem em sites como o próprio AirBNB é possível encontrar boas (e raras) ofertas de aluguel de um espaço particular.

Já no Booking.com, alguns hotéis e albergues continuam baratos (nem tanto quanto deveriam).

Testei outros sites como Trivago, mas não fui bem sucedido. As boas ofertas que aparecem são “pegadinhas” e não correspondem ao local pesquisado.

Você corre o risco de achar que está alugando um espaço ou quarto de hotel em uma cidade quando, na verdade, está sendo enviado para outro bem distante.

Quem se programou e reservou sua hospedagem há alguns meses conseguiu valores mais justos. Agora, será preciso garimpar, mas ainda existem algumas boas opções nos sites que eu citei.

 

7A Seleção já lançou seus uniformes para a Copa da Rússia

Camisa “Jogador” pela bagatela de R$449,90. Há outros modelos mais em conta

Quem quer torcer para o Brasil devidamente uniformizado já tem os novos modelos para escolher. A coleção lançada pela Nike para a Copa da Rússia já está disponível para venda no site da empresa de material esportivo.

Você deve ter ouvido por aí que o preço da camisa oficial está custando a bagatela de R$449,90. Pior que é verdade! Eu considero este preço mais do que abusivo e, por isso, procurei opções melhores.

Evito a camisa modelo “Jogador” por dois motivos. O primeiro é o preço totalmente fora do que considero razoável. O segundo ponto é que não sou atleta e não preciso de um tecido com a dita tecnologia ultra mega blaster especial que Neymar e companhia usam.

Mas o que fazer para usar a amarelinha sem pagar tanto?

Os modelos de torcedor são bem mais em conta, embora não se possa dizer que são baratos.

O modelo “Torcedor Réplica” custa R$249,90 e o modelo “Torcedor Estádio” sai por R$149,90. A diferença mais visível entre as duas é o tom de amarelo. A “Réplica” traz o mesmo tom usado pelos jogadores, enquanto a “Estádio” traz um amarelo mais claro.

Também há modelos nessa faixa de preços para mulheres, crianças e adolescentes. Não podemos nos esquecer da camisa pré-jogo, de goleiro, e o nosso segundo uniforme que trouxe a maior inovação em termos de design.

Todas as camisas (e outras peças da coleção) podem ser compradas em 10 vezes sem juros no site oficial da fornecedora de material esportivo.

Eu, particularmente, nunca fui fã de usar camisa da Seleção. Sempre que estive em jogos do Brasil no estádio, usei a camiseta do meu time de coração.

Mas acho que quem vai atravessar o mundo para torcer pelo Hexa pode se dar ao luxo de ser reconhecido de longe pelo manto amarelo (ou azul).

Ainda estou na dúvida se vestirei a camisa de torcedor ou a de goleiro.