Conheça as 11 Cidades-Sede da Copa do Mundo de 2018

2
367
Set of 11 russian cities - Moscow, Saint Petersburg, Kazan, Volgograd and other. Vector Illustration. Russian architecture. Color silhouettes of famous buildings located in the cities
Voltar
Próximo

Moscou

“Это Москва, столица России”. Traduzindo, “Esta é Moscou, capital da Rússia”. Se alguém quiser arriscar e falar em russo, a transcrição fonética é algo como: “Éta Maskvá, stalítsa rací”.

Podemos chamar Moscou também de capital do futebol em 2018 e dizer que seus aeroportos serão a porta de entrada para torcedores do mundo inteiro na Copa do Mundo. A maior metrópole russa é a única cidade-sede da Copa a ter 2 estádios recebendo partidas: Luzhniki e Otkritie Arena.

Além disso, todos os cabeças-de-chave da Copa do Mundo jogarão, pelo menos, uma partida da primeira fase na capital russa.

Aeroporto Internacional Domodedovo será uma das portas de entrada para os torcedores do mundo inteiro na Copa do Mundo 2018

Moscou dá aulas de História nas suas ruas, prédios e esquinas. Fundada no século XII, é banhada pelo Rio Moscou, já foi ocupada pelos mongóis, e sobreviveu às invasões de Napoleão Bonaparte e Adolf Hitler.

As guerras europeias, e no próprio território que hoje forma a Rússia, fizeram a população da capital ter picos de crescimento durante a sua história. Hoje, quase 12 milhões de pessoas moram nesta, que é a segunda cidade mais populosa da Europa, atrás apenas de Istambul.

Durante o Império Russo, a partir de 1712, Moscou perdeu a condição de capital para São Petersburgo, mas voltou ao protagonismo após a Revolução de 1917.

Moscou virou a capital da União Soviética, tendo sido quartel-general do famoso Exército Vermelho, sede dos Jogos Olímpicos de 1980 e um dos polos da chamada Guerra Fria.

Olhando no mapa, percebemos que a cidade de Moscou é organizada em círculos. Devido à sua formação histórica, o Kremlin (que significa, Fortaleza) fica ao centro e diversas rodovias – chamadas anéis – circundam a cidade.

E, claro, a fama de Moscou não é menor do que a do seu rigoroso inverno. As temperaturas podem chegar aos 30 graus negativos nos meses mais frios. Para a sorte dos torcedores, a Copa do Mundo será no verão russo, com temperaturas mais amenas, variando entre 15 e 30 graus (positivos, é claro!).

A Catedral de São Basílio é uma das construções mais famosas de Moscou
Voltar
Próximo
COMPARTILHAR
Artigo anteriorQuanto custa viajar para a Copa do Mundo?
Próximo artigoConheça os 12 estádios (e seus respectivos jogos) na Copa do Mundo de 2018
Meu nome é Tiago Medeiros, sou jornalista, locutor de rádio e, agora, também blogueiro. Nascido em Santa Maria-RS, moro em Brasília-DF desde 2011. Sou apaixonado por futebol, basquete e esportes em geral. Depois de viver intensamente uma edição da Copa do Mundo de futebol e dos Jogos Olímpicos no Brasil, vi que os estrangeiros eram os que mais se divertiam. Então, criei coragem para atravessar o mundo e acompanhar estes eventos fora do país. Durante o planejamento para esta jornada, me dei conta de que outros brasileiros também gostariam de fazer o mesmo e precisavam de informações detalhadas que os ajudassem. Para isso, surgiu o BlogTiagoMedeiros.com. Espero poder ajudar os aficionados por esporte com os nossos posts. Se tiver qualquer dúvida, já sabe. Envie por e-mail, nos comentários dos posts ou pelas redes sociais. Assim que eu vejo, respondo a todos.