Quanto custa viajar para a Copa do Mundo?

22
277
A Praça Vermelha é um dos principais pontos turísticos da Rússia

Você já pensou em ir para a Copa do Mundo da Rússia em 2018? Então, encontrou o passo-a-passo definitivo para você montar seu orçamento e ir para o Mundial.

Este texto tem o objetivo de esclarecer para você exatamente quanto custa ir para o principal torneio de futebol do planeta, marcado para o próximo ano.

Talvez essa ideia até já tenha passado pela sua mente, mas por algum motivo você não levou adiante o plano.

Agora, você poderá tomar uma decisão racional para realizar este grande sonho de acompanhar o Brasil rumo ao hexa.

Ainda por cima, poderá conhecer um país com uma história milenar, além de pontos turísticos, cultura e costumes que valem a pena ver de perto.

A Copa do Mundo será realizada em onze cidades-sedes na Rússia, entre os dias 14 de junho e 15 de julho de 2018. Serão 64 jogos de futebol em 32 dias.

E para fazer um planejamento financeiro correto de uma viagem deste tamanho, é importante que se leve em conta dois fatores principais:

1) fazer uma lista dos gastos mais importantes e necessários;

2) ter noção exata do seu real poder de compra para não comprometer o orçamento pessoal e familiar.

Para facilitar o entendimento, vamos classificar os principais gastos que o torcedor terá na Copa do Mundo em categorias.

Dentro de cada categoria, faremos três tipos de orçamentos: um econômico, um mediano e um mais luxuoso. Então, vamos começar categorizando os gastos.

Para assistir à Copa do Mundo na Rússia, vamos precisar de passagens aéreas, hospedagem, ingressos para os jogos, alimentação, sem esquecer de fazer turismo, é claro, visitando pontos turísticos, comprando souvenires para amigos e familiares (e para nós mesmos!) e aproveitando o que as cidades russas têm a nos oferecer.

Os exemplos citados levam em conta os preços em Moscou, capital e principal porta de entrada para a Rússia. Porém, os links do texto servem para pesquisa nas outras cidades-sedes da Copa, principalmente no que se refere à hospedagem.

Vista aérea da região do Centro Financeiro de Moscou, capital da Rússia

Um item importante para o qual não foi feito orçamento é o transporte entre as cidades. Por exemplo, quanto custa ir de Moscou a São Petersburgo para assistir a uma partida?

De acordo com a FIFA, quem tiver ingressos para jogos em diferentes cidades poderá viajar entre elas de graça, bastando para isso ter o FAN ID. Este documento também dará direito ao transporte público nos dias de jogos e é indispensável para acessar os estádios.

Temos no blog um texto com todos os detalhes sobre como fazer e aproveitar os benefícios do FAN ID.

Então, vamos começar o nosso orçamento para assistir à Copa do Mundo!

Passagens aéreas: como ir à Copa do Mundo?

A viagem do Brasil até a Rússia é longa, principalmente pelo fato de não haver voos diretos entre os dois países. Por isto, será necessário fazer pelo menos uma escala em outro país até desembarcar na sede da Copa do Mundo.

Como Moscou é uma das principais cidades europeias, várias companhias internacionais chegam até lá. Por este motivo, não é possível determinar antecipadamente o tempo de viagem do Brasil até a Rússia. Vai depender do trajeto escolhido e de quantas horas será a escala.

São Paulo é a cidade brasileira de onde mais saem voos para a Europa. A segunda cidade com mais opções é o Rio de Janeiro. Se você mora em outras regiões do Brasil, possivelmente precisará ir à capital paulista antes de cruzar o Oceano Atlântico.

Porém, devemos registrar que a companhia aérea portuguesa TAP tem voos saindo de outras cidades brasileiras, como Recife, Natal, Fortaleza, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte e Salvador.

Fizemos esta introdução para você entender que os preços devem variar bastante no quesito passagens aéreas. Você conseguirá preços mais baixos se comprar com maior antecedência ou usar milhas aéreas para baratear o custo.

Aqui temos um guia exclusivo sobre como ir à Copa do Mundo usando milhas aéreas.

Abaixo seguem os preços de uma pesquisa de passagens de ida e volta para Moscou, capital da Rússia, saindo do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Simulação de preços de passagens aéreas para assistir à Copa do Mundo

Orçamento vale para os três perfis

Neste caso, terão um gasto parecido tanto os torcedores que querem uma viagem econômica, quanto os que podem gastar um pouco mais e até aqueles para quem dinheiro não é problema.

Você pode atualizar os valores fazendo uma nova pesquisa clicando aqui:

A única exceção é para o caso de o passageiro querer voar em classe executiva ou primeira classe. Para saber os valores, basta clicar no campo “opções de busca” e selecionar a classe desejada.

Recomendo que use o link citado acima apenas para pesquisar as passagens. Para comprar os bilhetes, o melhor é ir no site da própria companhia aérea e fazer a reserva.

Muitas delas têm site com versão em português e aceitam as principais bandeiras de cartão de crédito.

Outra recomendação importante é comprar as passagens de ida e volta na mesma reserva.

Se você comprar a ida e, em outro momento, comprar a volta, corre o risco de pagar uma taxa extra chamada “taxa de combustível”, cobrada por algumas companhias aéreas em voos que não se iniciam no Brasil.

Hospedagem: onde ficar?

Agora começaremos a perceber diferenças de orçamento. Na Rússia, há diversas opções de hospedagem. Algumas são bastante econômicas, outras oferecem mais conforto e cobram mais caro.

As opções apresentadas aqui ficam em regiões próximas ao centro da cidade e aos principais pontos turísticos de Moscou.

Nas demais cidades da Rússia onde haverá jogos da Copa do Mundo, também é possível encontrar hospedagens por valores próximos aos que vamos apresentar.

Perfil econômico

Para o perfil econômico, destacamos os albergues. Pesquisando no site AirBNB, encontramos um hostel muito popular com os seguintes valores para dois hóspedes:

  • Entre R$900 e R$1.200 para o período entre 14/06 a 16/07/2018. Ou seja, de R$450 a R$600 por pessoa para se hospedar durante a Copa do Mundo inteira.
  • Entre R$500 e R$600 para o período entre 14/06 a 29/06/2018. Ou seja, de R$250 a R$300 por pessoa para se hospedar por 15 dias, que representam toda a primeira fase da Copa do Mundo.

Para fazer reservas no AirBNB, é necessário fazer o pagamento no momento da reserva. Porém, o proprietário do local só receberá o valor depois que você se hospedar. Ou seja, o sistema é seguro para ambas as partes envolvidas.

Mas leia com atenção as regras de cancelamento de cada propriedade. Algumas são mais rigorosas e cobram multa em alguns casos.

Se você nunca fez reservas no AirBNB, clique neste link de recomendação, cadastre-se e ganhe R$100 de desconto na sua primeira reserva.

Site AirBNB é uma das principais opções para encontrar hospedagens baratas na Rússia

Perfil intermediário

Para o segundo perfil de gastos, sugerimos alugar um quarto de apartamento ou um apartamento inteiro, também pelo AirBNB.

Aos que gostam de mais privacidade, a melhor opção é alugar um espaço inteiro. Dê preferência às regiões mais centrais da cidade ou locais próximos às estações de metrô.

Já para aqueles que preferem ter um morador local a disposição para tirar dúvidas sobre a cidade, sobre o idioma, entre outras informações necessárias, alugar um quarto em um apartamento é uma boa pedida.

Ao pesquisar no site AirBNB, selecione a opção “tipo de acomodação” e em seguida assinale “casa inteira” ou “quarto inteiro”, dependendo da sua preferência. Clique no menu “faixa de preço” e ajuste para o valor que você pretende gastar.

No menu “mais filtros”, você pode delimitar detalhes para sua hospedagem, como comodidades (máquina de lavar, wi-fi, etc.), instalações (como elevador, estacionamento), número de camas, banheiros, guia de bairros e possibilidade de ser hospedado por anfitriões reconhecidos.

Você pode usar os filtros de pesquisa do AirBNB para encontrar uma hospedagem de acordo com as suas necessidades

É possível delimitar até mesmo o idioma que o anfitrião fala. Evidentemente, quanto mais filtros você escolher, menos resultados irão aparecer.

Sem marcar nenhuma preferência no menu “mais filtros”, você vai encontrar resultados como estes:

  • R$2.200 a R$2.500 por um quarto inteiro com cama de casal no período de 14/06 a 16/07/2018. Equivalente a R$1.100 a R$1.250 por pessoa para o mês inteiro da Copa.
  • R$1.100 a R$1.300 pelos mesmos quartos no período de 14/06 a 29/06/2018. Este é o período da primeira fase da Copa do Mundo.
  • R$3.300 a R$3.600 por um apartamento inteiro com cama de casal no período de 14/06 a 16/07/2018. O valor equivale a R$1.650 a R$1.800 por pessoa.
  • R$1.800 a R$2.000 pelos mesmos apartamentos no período de 14/06 a 29/06/2018. Ou seja, R$900 a R$1.000 por pessoa por uma quinzena de hospedagem.

Perfil luxuoso

Para o terceiro perfil, aqueles torcedores que pretendem ter ainda mais conforto na hospedagem, vamos considerar duas boas opções:

  • usar o AirBNB para alugar um apartamento com mais recursos, melhores instalações e mais bem localizado;
  • ou ficar em um dos bons hotéis de Moscou.

No período da Copa do Mundo, as diárias de hotéis podem ficar mais caras, mas com certeza, o ágio verificado nos sites de pesquisa é menor do que o que foi praticado no Brasil em 2014.

Há na internet diversos sites para pesquisar preços de diárias de hotéis. Eu recomendo o site Booking.com, pois já o utilizei para fazer reservas com sucesso.

Pesquisa de hotéis no Booking.com para o período da Copa do Mundo. Preços são superiores ao AirBNB

No site, é possível delimitar a pesquisa por tipo de acomodação, preço, qualidade da hospedagem (1 a 5 estrelas), localização e diversos outros filtros. Além disso, você pode organizar os resultados utilizando diversos critérios.

O período máximo de hospedagem possível de se pesquisar é de 30 dias. Os hotéis 3 estrelas de Moscou já oferecem um nível de conforto muito bom.

Há também opções de hotéis 4 e 5 estrelas com valores maiores. Os resultados de pesquisa podem mudar constantemente, mas representam a média dos preços verificados ao longo dos últimos meses.

Clicando neste link de recomendação, você ganha R$50 na sua primeira reserva no Booking.com.

Ingressos para a Copa do Mundo

Teremos outro post neste blog com todos os detalhes sobre como comprar ingressos para a Copa do Mundo na Rússia.

Neste tópico, trataremos apenas dos preços dos bilhetes e uma sugestão de planejamento para cada um dos perfis de torcedores que irão à Rússia em 2018.

Perfil econômico

Para os torcedores econômicos, fizemos uma projeção de três ingressos da categoria 3 na primeira fase da Copa do Mundo. Neste caso, não faz diferença no cálculo se forem as partidas do Brasil ou jogos aleatórios.

Cada ingresso custa U$105. Considerando uma cotação do dólar de R$3,40, o valor de cada entrada seria de R$357. Portanto, temos o seguinte orçamento:

  • R$1.071 para três ingressos de categoria 3 para a primeira fase da Copa do Mundo.
Preços dos ingressos para a Copa do Mundo (em dólares)

Perfil intermediário

Aos torcedores que pretendem investir um pouco mais na compra de ingressos, a sugestão é assistir a cinco jogos também na categoria 3. Três partidas da primeira fase, um jogo de oitavas-de-final e um de quartas-de-final.

Os ingressos da primeira fase custam U$105 cada. O jogo de oitavas-de-final custa U$115 e a partida de quartas-de-final sai por U$175. Tomando por base a mesma cotação de R$3,40, teríamos o seguinte orçamento:

  • R$2.057 para assistir três jogos da primeira fase, um de oitavas-de-final e um de quartas-de-final da Copa do Mundo em categoria 3.

Perfil luxuoso

Já para aqueles que querem ir à Rússia e aproveitar a Copa do Mundo ao máximo, a recomendação é assistir a sete jogos no estádio na categoria 2 ou, até mesmo na 1, a mais próxima do campo.

A sequência de partidas é igual à anterior somando um jogo de semifinal e a grande final da Copa.

Na categoria 2, cada ingresso de primeira fase é U$165, jogo de oitavas-de-final sai por U$185, um de quartas-de-final custa U$255.

A semifinal tem ticket de U$480 e a final é U$710. Pela cotação de R$3,40, teríamos o seguinte orçamento:

  • R$7.225 para assistir a sete partidas da Copa do Mundo, do início ao fim, nos assentos de categoria 2.

A categoria 1, que reúne os melhores lugares de cada estádio da Copa do Mundo, tem os seguintes preços: jogos de primeira fase, U$210, oitavas-de-final, U$245, quartas-de-final, U$365, semifinal, U$750, e final, U$1.100. Em reais, temos:

  • R$10.506 para assistir aos sete jogos da Copa do Mundo nos melhores lugares do estádio, em categoria 1.

Estas combinações são sugestões. Não é obrigatório comprar todos os ingressos na mesma categoria. Apenas é importante saber que o número máximo de jogos que um torcedor pode adquirir ingressos no site da FIFA é 7.

Vista aérea do Estádio Luzhniki, palco da abertura e final da Copa do Mundo. Foto: Welcome2018.com

Alimentação e Turismo

Englobamos os dois últimos quesitos do nosso planejamento em um só para falarmos sobre o dinheiro necessário para você se manter na Rússia durante a Copa do Mundo.

Considerando que as passagens, hospedagens e ingressos serão comprados com antecedência, este será o montante que você levará para gastar enquanto estiver lá.

Os valores abaixo serão apresentados em Euros para facilitar a organização da viagem, mas a moeda oficial da Rússia é o Rublo. Assim, recomenda-se ao torcedor viajar com Euros ou dólares americanos e adquirir Rublos quando chegar ao país.

Perfil econômico

Há muitas opções culturais e turísticas baratas e até gratuitas na Rússia. As próprias estações de metrô de Moscou são consideradas exposições de arte, pois as pinturas e arquitetura remetem à história do país desde o tempo da União Soviética.

Assim, um torcedor que se considera econômico poderá fazer suas refeições e aproveitar muito do que a cidade tem a oferecer com EUR 40 por dia. Considerando cotação média de R$4,00, temos o seguinte orçamento:

  • R$2.400 para curtir Moscou por 15 dias, que equivale à primeira fase da Copa do Mundo.
  • R$4.800 para aproveitar a cidade por 30 dias, ou seja, praticamente todo o período da competição.
Estação de Metrô Komsomolskaya em Moscou. Lustres e pinturas são verdadeiras obras de arte

Perfil intermediário

Agora, falamos com aqueles que querem ir além das opções econômicas e se aprofundar mais na cultura e nos costumes russos. Isso inclui fazer algumas refeições em restaurantes e cafés mais sofisticados, ir a museus e assistir a óperas e espetáculos de balé.

Um ingresso para assistir a um famoso espetáculo de balé no renomado Teatro Bolshoi, por exemplo, pode custar até 15 mil Rublos – mesmo comprando com antecedência no site oficial – o que equivale a aproximadamente R$850,00.

Por isso, aumentaremos o nosso valor para EUR 80 por dia. Com a mesma cotação citada anteriormente (R$4,00), temos os seguintes valores em reais:

  • R$4.800 para aproveitar bem Moscou por 15 dias, durante a primeira fase da Copa do Mundo.
  • R$9.600 para 30 dias bem vividos em Moscou, durante toda a Copa do Mundo.
Espetáculo de balé no Teatro Bolshoi, um dos mais famosos do mundo

Perfil luxuoso

Por fim, falamos com o torcedor que quer aproveitar ao máximo a cidade: desde fazer passeios turísticos com mais conforto até aproveitar a boa gastronomia, passando por comprar bons presentes para si, amigos e familiares.

Geralmente, para este público os limites de gastos podem se expandir, dependendo do planejamento de cada pessoa ou família. Por isto, colocamos como um valor de referência EUR 150 por dia. Seguindo a mesma cotação anterior, teremos os seguintes valores em reais:

  • R$9.000,00 para aproveitar ao máximo a cidade de Moscou por 15 dias, durante a primeira fase da Copa.
  • R$18.000,00 para 30 dias inesquecíveis na Rússia na Copa do Mundo de 2018.
As bonecas Matrioshkas são o souvenir russo mais popular e mais lembrado por turistas

Conclusão

Bom, esperamos ter ajudado a responder suas dúvidas sobre os custos da viagem para a Copa do Mundo na Rússia em 2018.

Importante esclarecer que as cotações de dólar e de euro podem variar com o tempo. Adotamos neste texto os valores de referência de R$3,40 para o dólar e R$4,00 para o euro já incluindo as taxas das casas de câmbio.

Dividimos em várias categorias para dar opções e liberdade aos torcedores que pretendem viajar para este grande evento. Assim, não é necessário seguir todos os orçamentos de um mesmo perfil.

Se você acha mais importante a qualidade dos assentos no estádio do que ficar em um bom hotel, por exemplo, pode investir mais na compra de bilhetes para os jogos e economizar na hospedagem.

Ou, se prefere aproveitar mais a parte turística e cultural da cidade, pode gastar mais nesta área e poupar em outra. A mesma lógica serve para qualquer combinação apresentada aqui.

Se você gostou, tem alguma opinião, sugestão ou mesmo alguma dúvida sobre o que foi tratado no texto, diga nos comentários.

E não esqueça de compartilhar este artigo nas suas redes sociais. Com certeza, será útil para aquele seu amigo ou amiga que gosta de futebol e sonha em ver o Brasil buscar o hexacampeonato na Rússia.

Este post também está disponível em áudio. Basta clicar no play para ouvir diretamente no SoundCloud.